06/10/2013

Gustavo Brasman: Que haja o Multiverso!


Olá tripulantes! Estão todos bem?

Todos a postos para conferir mais uma entrevista! (Estou gostando dessa brincadeira de capitão) Pretendo publicar, no mínimo, uma entrevista por semana e assim, dividir este espaço com pessoas talentosas que conheço ou admiro. Mas vamos ao que interessa!

Ele viu aquele espaço vazio e escuro e esticou sua caneta.
- Que haja o Multiverso. E assim foi feito!
- Que haja seres fantásticos de todos os tipos. E assim foi feito!
- Que haja aventuras, batalhas e muita diversão. E assim foi feito!

Já pensou na possibilidade de criar mundos fantásticos e povoá-los de seres, para depois, movê-los em aventuras e batalhas por suas próprias vidas? O escritor de fantasia Gustavo Girard Brasman (G. Brasman) sim, não apenas pensou, como esticou sua caneta e, juntamente com G. Norris criou o Multiverso, o povoou de seres fabulosos, robôs, princesas e guerreiros com poderes mágicos. Deu a estes personagens motivos para lutarem. Sorte dos leitores, que ganharam mais uma grande série de fantasia, e certamente, a passagem de ida para um mundo de sonhos.


Confira a entrevista com G. Brasman. Sua série Crônicas dos Senhores de Castelo já possui dois livros publicados: O poder verdadeiro (Livro I) e Efeito Manticore (Livro II).

M.R.G: Gustavo Brasman, escritor de fantasia brasileiro, co-autor, juntamente com G. Norris, da série Crônicas dos Senhores de Castelo, um trabalho bem indicado pelos leitores do gênero, sabidamente exigentes. Também participou da coletânea Mundo de Fantas. Por que escrever fantasia?

G. Brasman: Uau! Você fez a lição de casa hein (risos). Bom... escrevo fantasia por que a realidade que nos cerca é "humana demais". Roubalheira, mortes e tragédias. Então, desde muito cedo, eu busco nos livros aquilo que todos nós sempre buscamos: um mundo melhor. É por isto que eu escrevo, usando minha imaginação e criatividade para tornar possível o impossível.


M.R.G: Como foi o processo de construção de As Crônicas dos Senhores de Castelo? Do que trata o livro e o que pretende transmitir aos leitores com a série?

G. Brasman: O processo sempre foi, e ainda é, uma festa! Poder colocar no papel tudo o que eu imaginar foi o mote principal dessa série. No Multiverso dos Senhores de Castelo, qualquer coisa pode acontecer. Quer um robô consciente criado pela própria natureza? Feito! Quer um pistoleiro mágico? Feito! Quer um cavaleiro que lança energia? Feito também. Viajar entre mundos através de Mares entre os universos? Fácil! Voar em coelhos gigantes, princesas guerreiras, magos seculares, lendas fantásticas, uma ilha flutuante no centro de tudo... feito, feito, feito! E tudo isto com um só objetivo: levar aos leitores a mesma alegria que eu sinto quando escrevo. O objetivo aqui é a DIVERSÃO!

M.R.G: Você está escrevendo a série em conjunto com G. Norris. Como é trabalhar com outro autor em uma obra longa como uma série?

G. Brasman: Sendo sincero, não é fácil. Mas também, se não fosse assim, a série não teria saído. Há percalços no meio do caminho, vencidos com muita conversa e criatividade. Mas o lado positivo supera isso, pois os eventuais "obstáculos" são transformados em "degraus" que nos levam adiante. Afinal, duas cabeças pensam melhor do que uma!

M.R.G: Até ter seus textos publicados, você percorreu um grande caminho, que, sem dúvidas, foi e ainda é significativo para seu amadurecimento como escritor. Fale sobre essa trajetória:

G. Brasman: Dá para escrever uma biografia aqui? ( risos novamente :D ). É muita coisa para falar, mas em resumo, pesquisei muito antes de decidir qual forma de publicação eu buscaria. E, depois que decidi por buscar a publicação pela forma tradicional (aposta da editora),  Com o projeto em mãos, comecei a peregrinação e fiz das tripas coração para encontrar o meu espaço. E quando a primeira editora ficou "pequena para a obra", novamente fui às ruas, até encontrar uma outra editora que quisesse batalhar conosco neste mercado. Foi assim que chegamos à Verus (Selo da Record).

M.R.G: Quais autores e obras influenciam sua forma de construir literatura?

G. Brasman: Não sinto que sou influenciado por um ou outro autor específico. Gosto de várias obras e procuro sempre evoluir. Mas creio que consegui encontrar um estilo meio próprio de escrever que pode até ser comparado com outros autores, mas não é facilmente vinculável a algum em especial. Resumindo, o que me influencia é a vida!

M.R.G: Com qual perspectiva você enxerga a literatura nacional?

G. Brasman: A literatura nacional é como um raio de luz passando por um prisma. Há tantas cores e nuances diferentes, que é impossível caracterizá-lo de apenas uma forma. Há exemplos grandes de sucesso nacional, e cada um tem seus próprios motivos e méritos para terem chegado lá. Mas, no geral, creio que o número de leitores teve um grande acréscimo graças ao sucesso enorme que o Harry Potter teve aqui no Brasil (e eu vou confessar, é uma das séries que eu mais gosto, junto com Senhor dos Anéis :D ). É um mercado que tem seus altos e baixos, mas que ainda vai ter um bom par de anos bons pela frente.

M.R.G: Como adquirir seus livros?

G. Brasman: Eu recomendo sempre procurar em livrarias on-line. Se quiser autografado, há o site srcastelo.com que tem link direto conosco. E para saber mais da série, pode acessar também o senhoresdecastelo.

M.R.G: Uma frase para fechar a entrevista:

G. Brasman: Desculpa aí, mas fiz três!
1) Dê uma chance para o Multiverso dos Senhores de Castelo entrarem na sua vida, e eu garanto que você vai se divertir muito!
2) Adoro trocar ideias com os leitores (email, facebook, twitter ou pessoalmente), então, sinta-se a vontade para conversar quando quiser!
3) Se gostar, fale para os amigos. Se não gostar, fale para mim para que eu possa melhorar!

Obrigado por nos conceder a entrevista, desejo muita sorte para a dupla.


Agradeço aos amigos visitantes, peço gentilmente que comentem, sigam o blog, curtam a minha página no Facebook e divulguem para os amigos.
Abraços e até o próximo post.


Marcio. R. Gotland 
Curtam minhas páginas no Facebook: MRGotlandArts e Ilustradores e Escritores
Sigam-me no Twitter: @MRGotlandArt
E façam uma visitinha ao meu Deviantart: mrgotland
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

Postar um comentário